eternamente verde

quarta-feira, 23 de maio de 2012

LEGISLANDO EM CAUSA PRÓPRIA

Ontem, 22/05/2012, em meio à balburdia do depoimento do Sr. Cachoeira, e sorrateiramente, o plenário da Câmara dos Deputados aprovou a liberação de candidatura de políticos que tiveram as contas eleitorais rejeitadas, chamadas de "contas-sujas". Os líderes partidários na Câmara, com exceção do PSOL, fizeram um grande acordo e aprovaram a matéria de forma simbólica em plenário. O objetivo da proposta é derrubar o entendimento do Tribunal Superior Eleitoral, que em março deste ano tornava inelegível quem estivesse com as contas reprovadas. A proposta segue agora para a análise do Senado. Mais uma vez nossos representantes legislam em causa própria, e o pior, passam em cima de entendimentos judiciais contrários a sua causa. Temos que ficar atentos!!!!!!!!!!

CACHOEIRA "GOZOU" COM A CARA DE TODOS

Bom dia a todos. Eu, como advogado criminalista, estou acostumado que, após uma investigação pela polícia o inquérito é enviado ao Ministério Público e, este, se verificar materialidade e indícios de autoria o mesmo denuncia o suspeito, ou suspeitos para se originar um processo. Ao abrir o processo dá-se oportunidade aos suspeitos de se defenderem das acusações. O Juiz poderá quebrar sigilos bancários, telefônicos, tudo dentro do devido processo legal. A operação Monte Carlo, deflagrada pela Polícia Federal investigou a organização de Carlinhos Cachoeira e descobriu um emaranhado de interligações de Cachoeira e empresas e essas com pessoas ligadas ao governo e parlamentares. O escândalo veio a público após vazamentos de conversas gravadas pela Polícia Federal deixando os políticos em “polvorosa”. Os mais afoitos já falaram em CPI para investigar Cachoeira e suas ligações com a empreiteira Delta e o Senador Demóstenes Torres. CPI instalada e ontem tivemos a grata satisfação de ver o Sr. Cachoeira “gozar” com a cara de todos os parlamentares e da sociedade ávida por esclarecimentos. O Sr. Cachoeira se recusou a responder as perguntas da Comissão invocando seu direito constitucional de permanecer calado. Agora é aguardar se o inquérito da Polícia Federal surta mais efeitos do que o dessa CPI do Sr. Cachoeira. Mas não nos iludamos muito, mirem-se no exemplo do MENSALÃO!!!!!!!

quinta-feira, 17 de maio de 2012

Bom dia aos meus amigos. Faz tempo que não posto comentários a respeito de política. Não que tenha desgostado, nem que tenho deixado de lado esse meu lado crítico! Mais pelo desgosto das pessoas por tal prática, pois tenho visto dezenas, ou centenas de comentários em meu mural no facebook a respeito de tudo, menos política, com raras, excelentes e honrosas exceções. Mas, hoje, ao abrir meu inseparável e companheiro “jornal” matutino, não agüentei ao ler a notícia: “GOVERNO E OPOSIÇÃO FECHAM ACORDO QUE ESVAZIA CPI”. Folha, 17.05.2012. No corpo da notícia o seguinte comentário: “Governo e oposição fizeram acordo para não investigar governadores, parlamentares e o comando da Delta na CPI do Cachoeira. O foco será reduzido a personagens secundários do grupo comandado por cachoeira. O acordo surgiu após PT e PMDB ameaçarem aprovar requerimento de quebra de sigilo telefônico do governador Marconi Perillo (PSDB-GO)”. Agora, o porquê de minha indignação meus caros amigos? Porque ontem, com grande alarde, e com direito a emoção e choro de nossa Presidente que, de forma republicana reuniu todos os ex-presidente pós ditadura, de Sarney à Lula, para a posse da Comissão da Verdade. Comissão esta que tem a dura missão de esclarecer os crimes contra os direitos humanos cometidos no período ditatorial sem revanchismos e ódio. Nada contra a instalação de tal comissão. Mas o que queremos saber, na verdade, são os crimes cometidos por agentes públicos atuais, das falcatruas cometidas nos bastidores dos gabinetes governamentais, das propinas cobradas por agentes gestores para realização de obras e serviços governamentais, dos desvios de verbas perpretados pelos mandatários eleitos por nós, reles eleitores e pagadores de impostos aviltantes. Essa é a verdade que atualmente nos interessa, senão nunca sairemos desta triste realidade de país terceiro-mundista e analfabetos funcionais, com uma economia como a 6ª mundial e um IDH em 84ª lugar, atrás de Argentina, Chile, Uruguai Cuba, etc.